Interoperabilidade na Saúde

Ferramentas permitem interoperar dados de forma precisa e segura, proporcionando linhas de cuidado mais efetivas

Por meio da interoperabilidade com foco na área da saúde, é possível consolidar dados dos pacientes vindos de diferentes plataformas ou prontuários eletrônicos. Deste modo, o acompanhamento da jornada torna mais rico o trabalho do médico ou equipe de saúde que faz o acompanhamento. 

Essa integração de informações dos serviços da saúde permite a geração de inteligência de dados, tornando o controle de programas de doenças crônicas e linhas de cuidado mais efetivos. Com base em dados, é possível definir com mais assertividade as estratégias de cuidado que proporcionam melhores desfechos clínicos e redução de sinistralidade no caso das operadoras.

Com objetivo de aprimorar a qualidade dos cuidados de saúde, reduzir custos e melhorar a segurança do paciente, o Hospital Ernesto Dornelles (HED) investiu em soluções para a interoperabilidade de dados por meio do seu Centro de Inovação e Tecnologia em Saúde (CitS).

O Hospital investiu na solução para o barramento de dados Fusion, da Sisqualis. As Application Programming Interfaces (APIs) dessa ferramenta permitem interoperar dados de forma precisa e segura com convênios e entre sistemas internos, especificamente, na troca de informações entre o prontuário eletrônico do paciente e a plataforma de teleconsulta do HED. Além disso, a solução Fusion permite a realização de provas de conceitos de interoperabilidade com outras unidades hospitalares de Porto Alegre/RS.

Essa solução foi disponibilizada pela Noxtec, que está focando suas ações em interoperabilidade de dados em saúde. De acordo com Guilherme Barros, COO da Sisqualis, coligada do Hub Noxtec, esse investimento impulsionou a inovação nas soluções de saúde do HED ao entregar benefícios aos atores do ecossistema do hospital, fortalecendo o cuidado continuado dos pacientes, minimizando erros e redundâncias, e proporcionando insights mais precisos aos profissionais da instituição para apoio ao diagnóstico e tratamento.

“Direcioamos as ações à interoperabilidade de dados entre unidades de pronto atendimento de hospitais de Porto Alegre, além da continuidade do uso da solução de interoperabilidade da Sisqualis, coligada do Hub Noxtec, para a integração de dados dos demais sistemas internos do HED”, reforça Barros.

O COO também ressalta que, atualmente, a solução está em vários clientes, como o Hospital da PUC de Campinas, Hospital são Lucas da PUC de Porto Alegre, Hospital Ernesto Dornelles de Porto Alegre, Hospital de base do Distrito Federal, Tacchimed – operadora de saúde do Rio Grande do Sul, entre outros, como planejamento de expansão.

“As expectativas de crescimento da empresa são altas e as melhores possíveis. Atualmente existem quatro POCS em andamento, além de diversas negociações em fase de conclusão, tudo devido as instituições estarem se dando conta dos benefícios da interoperabilidade”, finaliza.

Fonte: Revista Healthcare Management

Veja mais
plugins premium WordPress